Combinação de alimentos: Chega de Mimimi….

Combinação de alimentos sem mimimi...

Existe uma tabela na internet super famosa, ela nos ensina como devemos combinar os alimentos.

Esta tabela diz que determinados alimentos não devem misturar com outros. O problema é que ela não é uma tabela vegana.

Quando esta tabela passou para o veganismo, as regram ficam um pouco sem nexo.

Combinar proteína com carbo não é bom?

Não existe vegetal 100% protéico, ele vai ter carbo na sua composição, assim como não  existe alimento vegetal 100% carbo, ele sempre vai ter proteína na sua estrutura.

Não existe alimento 100% alguma coisa, como não podemos misturar carbo com proteína se os vegetais tem um pouco de cada?

Ervilha por exemplo está nos alimentos protéicos:

Valores nutricionais da ervilha:

100g tem, 14g de Carboidrato e 5g de Proteína.

Alimentos ácidos e básicos

O que diz a teoria:

1º)Alimentos industrializados são ácidos e os naturais são básicos.

2º) Quando estamos alcalinos estamos saudáveis...

3º) Doenças somente se desenvolvem em pessoas ácidas....

Qual é o problema desta história que faz até sentido mas tem um problema sério, não tem estudos científicos por trás.

Algumas combinações tornam a digestão mais lenta, para algumas pessoas, porém tem pessoas que não tem qualquer problema de digestão. Pelo que vi até o momento esta tabela somente  irá funcionar para pessoas com problemas de digestão.

Olhando pelo ponto de vista de reação química, cada alimento tem um tempo de processamento diferente, mas isso não tem problema pois carboidratos e proteínas são digeridos em compartimentos diferentes do corpo. 

Na termodinâmica quando falamos de reatores, sabemos que cada reação tem seu tempo. Colocar dois produtos químicos no mesmo reator e esperar o mesmo tempo de reação é impossível. Mas quando se fala de digestão humana isso não funciona. Quando entra um pedaço de comida na boca, parte dos carboidratos começam a serem digeridos na mastigação e terão sua digestão completa no duodeno e no intestino delgado, já as proteínas são digeridas no estômago, o ác. do estômago apenas serve como proteção, contra bactérias e vírus e para quebras as ligações proteicas.

Seria possível uma tabela alimentar de combinação para todas as pessoas do planeta?

Não acredito que combinação é a chave de uma saúde plena, ela pode até uma das ferramentas. 

A definição de alimentos ácidos e básicos ou alcalinos, não tem até hoje, estudos científicos que possam realmente embasar esta teoria.

O sangue por exemplo não tem como ser ácido ou alcalino, ele é uma solução tamponada.

O sangue é vital para o funcionamento do nosso organismo. Uma das funções do sangue arterial é a de transportar o oxigênio (do ar que respiramos) dos pulmões para as células. Percorrendo o caminho inverso, o sangue venoso traz o gás carbônico (liberado pelo metabolismo das células) para os pulmões e, por meio deles, o gás carbônico é eliminado na expiração. Para que as trocas gasosas ocorram normalmente, o sangue deve estar tamponado com pH próximo de 7,4. 
Um dos sistemas que contribuem para o tamponamento do sangue é formado por H2CO3 e NaHCO3.
Se, por problemas respiratórios, a respiração se tornar lenta, haverá eliminação deficiente de CO2, que provocará o deslocamento do equilíbrio

CO2      +    H2O   ↔      H2CO3       ↔    H+    +    HCO3-

para a direita, aumentando a concentração de íons H+ e tornando o sangue mais ácido.
Com pH menor que 7,35, há uma acidose sanguína. O seu principal sintoma é a desorientação, seguida de coma e morte.
Ao contrário, se a respiração se tornar acelerada devido a exercícios físicos intenso ou escalada em grandes altitudes, ocasiões onde o organismo absorve mais oxigênio, haverá maior eliminação de gás carbônico. Isso tornará o sangue mais básico. O seu pH será maior que 7,45, então há uma alcalose sanguínea. O sintoma inicial são convulsões que podem levar à morte.

O sangue pode variar entre 7,35 e 7,45.

Pela teoria uma pessoa com sangue 7,35 é uma pessoa mais ácida?

Não tem nenhum estudo que possa realmente embasar uma tabela que qualifique uma comida como alcalina ou ácida. Dieta básica e alcalina baseada no sangue é mito.

O que existe são postagens de blogs, sites americanos baseados em autores que utilizam esta co-relação para justificar criação de dietas e vendas de suplementos e produtos que dizem solucionar este problema.

"Em sites de artigos científicos não encontrei nada sobre este tema."

Na alteração no ph das fezes pode existir uma co-relação com a dieta, porém não se sabe se:

-Isso pode ser positivo ou negativo para todos os tipos de doenças?

-As reações de alteração no pH ocorrerá para todas as pessoas?

O que se sabe é que alimentos consumidos que passaram por algum tipo de processamento, são digeridos mais facilmente pelo organismo e isso pode levar a uma oxidação antecipada, levando assim a uma fermentação acentuada e alteração do ph das fezes. Por isso se diz que comida ruim é ácida. Faz sentido mas tem um buraco no ambasamento científico.

Veja este artigo por exemplo, ele adicionou frutas na dieta de ratas e as fezes destas ratas ficaram mais ácidas e elas tiveram muitos benefícios.

As ratas que receberam subprodutos de frutas, especialmente de acerola, apresentaram diminuição do pH (mais ácido) fecal, gordura visceral, gordura hepática e níveis lipídicos séricos, bem como aumento da umidade fecal. (fonte)

Ácido e básico

Aumentar ph de uma alimentação não é necessariamente positivo, consumir algo alcalino pode criar porta de abertura para bactérias. Anti-ácidos fazem isso. Eles tornam o suco gástrico mais alcalino para cortar a azia das pessoas. Quando isso acontece, bactérias entram no nosso corpo vivas pois a barreira natural foi alterada. 

Aumentar acidez é diminuir o ph.

Diminuir a acidez é aumentar o ph.

Ph 7 é neutro.

1 a 6 ácido, 7 neutro e de 8 a 14 básico.

Algo tem fundamento sim, porém não da forma com que as pessoas dizem. Vou explicar isso em outro post porque agora vamos falar de combinação alimentar. Entrei neste assunto pelo fato de que a tabela de alimentos famosa da internet, diz que não podemos combinar alimentos ácidos com doces, etc....

De onde vem a tabela de combinação de alimentos?

Até onde sei a origem desta tabela é Medicina Ayurvédica e esta tradicional corrente filosófica dispensa qualquer artigo científico pela sua história de sucesso em ajudar pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida. Mesmo que esta tabela tenha sido criada a séculos atrás ela não deixa de ser válida ou eficaz. 

O que estou questionando neste artigo é a aplicação dela para a dieta vegana e a eficácia dela para todas as pessoas. Acredito muito na individualidade bioquímica do ser humano. Sim acho que comida saudável como frutas e vegetais é o alimento ideal para o ser humano mas as proporções, as variações é que devem ser individualizadas. Não acredito em tabelas genéricas mesmo sabendo que ela tem um grau de sucesso.

Existe uma "briga" entre domínio do conhecimento entre as grande potências no mundo, pesquisadores Russos não são motivados a publicar em sites americanos em inglês. Sites chineses estão criando seus próprios sites de publicações científicas, então não é por que não existe no Pubmed  que não é considerado ciência. 

Quando a tabela de combinação de alimentos foi criada, de fato ela solucionou diversos problemas para muitas pessoas e continua solucionando até hoje, mas não significa que irá funcionar para todos .

Por exemplo:

Vou criar uma dieta que retira o arroz da vida das pessoas e voluntários da minha pesquisa passam a se sentirem melhor, isso não significa necessariamente que arroz faz mal e sim que a quantidade de  arsênio em sua composição. Uma vez que arroz tem altíssimos níveis destes elementos. 

Vou criar uma dieta e vou chamar de Dieta da Lua cheia. As pessoas somente podem comer quando é lua cheia ou nova. Claro que as pessoas irão emagrecer, pois passarão a ter um critério para comer. A lua leva a fama e o que fez a diferença foi o fato se introduzirem um critério de seleção, algo que motiva as pessoas a escolher diante de tanta fartura alimentar. Quando escolho não misturar um alimento com outro, passo a comer menos ou a comer com um critério. O que faz bem na tabela de combinação de alimentos é dar um critério para as pessoas. Em tempos de posso tudo, como de tudo, como o tempo todo ter um critério é o que faz a diferença.

Por que tantas pessoas se sentem bem quando colocam a tabela de cobinações de alimentos na prática?

Simples, não fomos desenhados pela nossa evolução por milhares de anos a comer mais de 10 tipos de ingredientes na mesma refeição. A simplicidade traz mais resultado que a complexidade. Qualquer tabela que promove a simplicidade alimentar, irá trazer resultados. Porém a simplicidade excessiva pode gerar complicações. Principalmente em uma dieta baseada em plantas.

A fartura de um super mercado não é natural. Mesmo quando o ser humano passou a ser agricultor ele tinha os alimentos da estação. Mesmo quando se tornou urbano não existia tantas possibilidades na mesma refeição. 

Claro que isso é uma opinião, também não baseada em artigos e posso estar errado. Talvez o que traga os resultados é o ato de colocar consciência no ato de comer. Vou falar sobre isso mais na frente.

Quando se opina sem ciência:

1)  Surge uma opinião sobre algo.

2) Inicia o processo de tentar justificar esta opinião.

3) Conta-se uma historinha para tentar dar um ar de científico.

4) Quando a pessoa tenta aplicar a teoria apresentada e não funciona a culpa é da pessoa.

Eu mesmo já fiz muito isso.

Histórias que já escutei de gurus crudívoros:

- Cana-de-açúcar não deveríamos comer pois é um caule.

- Não deveríamos comer as frutas de hoje em dia pois elas não são naturais, por serem muito doce.

- Germinação aumenta em 10.000x poder nutricional das sementes.

-Deveríamos comer cru pois os animais não cozinham.

-Devemos comer carboidrato a noite pois nossos antepassados comiam frutas  a noite pois estavam em suas cavernas e não poderiam fazer fogo.

bla, bla, bla....

Se vamos falar do que é natural, temos que questionar, TV, Celular, roupa, sapato.

Nossos antepassados também não comeram suco, faziam sauna ou comiam salada de fruta.

Nossos antepassados eram veganos?

Não. Uma dieta vegana hoje só é possível graças a esta fartura louca dos supermercados.

Existe comprovação de alguma civilização vegana? Não.

Veganismo é algo moderno, urbano e obrigatório para sobrevivência moderna. Não vou entrar neste assunto, apenas queria dizer, que se é para justificar nossa dieta atual com a dos nossos antepassados nós não seríamos veganos.

Devo combinar alimentos?

Sim, mas não tem tabelas genéricas. Cada combinação irá trazer benefícios para cada pessoa. Saiba quais são seu objetivos ou quais problemas quer solucionar. Faça exames e acompanhe sua saúde de perto e com uma orientação profissional. 

Já existem estudos que observaram que determinadas combinações de alimentos optimizam a absorção de nutrientes presentes nos alimentos e que quando não combinados corretamente ,tornam esta absorção deficiente.

A combinação de tomate com azeite por exemplo melhora a absorção de licopeno, curcuma com pimenta do reino preta melhora a absorção de anti-oxidantes.

Quais são as minhas regras?

-5 a 10  tipos de ingredientes na mesma refeição;

-Não comer depois das 9:00pm;

-Mastigar bem;

-Comer 80% alimentos crus;

-Variar a dieta o máximo possível;

Estas são as minhas regrinhas. Quando as sigo, me sinto bem mas quando as ignoro pago um preço alto.Façam as suas escolhas e regras. 

Busquei mais de 50 artigos em sites e blogs, os mais buscados no google, em espanhol, inglês, português e francês e nenhum deles citam qualquer publicação científica.

 Qualquer mudança na sua alimentação que traga consciência é super válida.

-Pode ser consciência no horário de comer.

-Na frequência com que se come.

-Onde se come.

-Com quem se come.

- O que se faz enquanto se come.

Uma pitada de consciência não faz mal a ninguém.

Combinações de alimentos relatadas por muitas pessoas em todos estes anos são baseadas em experiências pessoais que as vezes batem com as famosas tabelas. O mais importante é entender que precisamos simplificar nossa alimentação, não importa qual regra utilize.

Por que avaliar as coisas pelo lado científico?

-Todas as pesquisas são imparciais?

-Existem influências de empresas nos resultados das pesquisas?

- Os sites que publicam artigos científicos só publicam o que lhes interessam?

Com tantas questões realmente temos receio em acreditar somente no que é publicado em revistas científicas. A experiência de profissionais que atendem a anos deve ser levada em conta.

Quando estes profissionais publicam textos, estes textos não sofrem influência de interesses pessoais?

Pelo menos na metodologia científica o artigo que passa por muitos profissionais tem a chance de ser algo menos tendencioso do que um artigo que é publicado por um site que na grande maioria das vezes é uma cópia de outros.

Eu respeito muito as publicações científicas porque elas tem algo que é muito importante, o poder de replica dos resultados. 

Planos alimentares como dieta do tipo sanguíneo, dieta da lua, dieta da sopa, combinação alimentar podem funcionar mas para um número pequeno de pessoas e quando funcionam, não se sabe exatamente porque exatamente deu certo.

Combinação de alimentos para pessoas que não querem perder peso

Agora vamos ao efeito inverso. Quando criarmos uma tabela que diz que podemos comer determinados alimentos com outros estamos criando critérios. Para 60% dos Brasileiros que estão acima do peso, introduzir critérios é ótimo e para os que estão magros?

Esta tabela pode piorar tudo. Pessoas magras normalmente já tem critérios, aderir a mais critérios pode ser desastroso. 

Quando começamos na alimentação viva, ficamos perdidos, o que comer, quando comer, porque comer. Uma das dietas com mais critérios não poderia ser melhor para perdad de peso.

Porém para uma pessoa magra alimentação viva, vegana, que queira seguir esta tabela pode ser catastrófico. O que esta pessoa precisa é menos critérios.

Se você é magro e esta com problemas para ganhar peso é simples, corte critérios de seleção.

Para quem quer perder peso, crie critérios e condições para comer, não importa qual critério seja, qual te deixa mais confortável.

Combinação de alimentos para uma vida mais saudável

- Anti-oxidades:

Frutas e vegetais.

-Substância nutracêuticas

Chás, ervas e PANC.

-Mais fresca possível

Compre de produtores locais, tenha uma horta em casa, tenha vasos de ervas, plante bandejas de grama de girassol e trigo.

-Orgânica

Priorize comprar de produtores orgânicos.

-Fibras

Fibras de alimentos crus oferecem uma melhor resposta no nosso organismo.

-Água estrutural

Novamente, alimentos crus são ótimos para este quesito.

-Diferentes

Varie o máximo sua alimentação.

Resumo:

Combinações de alimentos com produtos de origem animal podem fazer mais sentido que na dieta vegana.

Combinações de alimentos é igual mel para gripe e canja de galinha para quem está doente, pode funcionar, mas ninguém sabe porque  e mesmo assim muitas pessoas  recomendam.

Ayurveda defende a combinação de alimentos por séculos porém o que realmente faz sentido é trazer consciência ao ato de comer e não a combinação por ela mesma.

Dieta no g1

Recentemente saiu esta matéria sobre emagrecimento, o estudo mostrou que algumas pessoas respondem melhor tirando proteína da sua dieta e outras tirando o carbo.

"Todos nós ouvimos histórias de um amigo que seguiu uma dieta e funcionou bem. Então, outro amigo foi lá e não funcionou com ele", disse Christopher Gardner, professor da faculdade de medicina da Universidade de Stanford principal autor do estudo.

fonte

Observação filosófica:

Desde os primórdios da humanidade, grupos de pessoas criavam códigos para que eles pudessem comunicar entre si. Eles inventavam nomes e definições complexas, onde apenas eles sabiam o significado destes termos. 

Por séculos a escrita/leitura foi escondida da população para não deixarem o conhecimento correr solto. 

Conceitos como frutas ácidas, doces e sub-ácidas são terminologias criadas por pessoas para definir algo que somente quem criou os termos sabe explicar. Assim o resto das pessoas se sentem perdidas e dependente do grupo que as criou para explicar. Gerando assim uma relação comercial. 

Por isso um contrato de um advogado é tão complicado. Uma planta de um engenheiro é tão difícil de ler. Artigos científicos usam palavras complexas que poderiam ser simples, mas elas são complexas pois tem o objetivo de gerar uma linha de comunicação entre quem escreveu e algumas pessoas que podem ler.

Quem inventou a tabela de alimentação criou uma metodologia que precisa de explicação. A explicação é simples, mistureba nunca vai ser bom para sua saúde.

Este artigo está aberto a contribuições de opniões e link de outras postagens.

Tabelas que achei na internet:

Gostaria de ser um Chef Ecológico Certificado?

8 meses de duração mais de 150 vídeo receitas incríveis

About the author

Daniel Francisco de Assis

Engenheiro Ambiental pela PUC-Rio Chef de Cozinha Viva Vegana Detox Coordenador do Projeto Comida Ecológica Presidente do Instituto Ecológico Autor do Livro Suco Vivo Estudante da Alimentação Viva a mais de 15 anos, já trabalhou nos mais renomados centros de Detox e SPAs da Europa. Já administrou programas detox na Espanha, Inglaterra, Bahamas, Emirados Árabes, EUA e em quase todos os estados do Brasil.

Deixe seu comentário!

  • Maité disse:

    Adorei a publicação sobre combinação de alimentos.
    É um assunto muito interessante, sobre o qual também já me debrucei à uns tempos atrás.
    Por exemplo, tomate não combina com limão porque a acidez do tomate não vai bem com a acidez do limão.
    Contudo, o mais importante é cuidar de nós como seres com uma individualidade única.
    Obrigada pela abordagem do tema , bem haja.

  • Jeronymo disse:

    Parabéns pelo vídeo Daniel. Ficou muito bom, sendo complementado pelo texto. Definitivamente seu diferencial é a sua filosofia (de vida, de trabalho) que dá às suas colocações uma credibilidade que colocações meramente técnicas nunca conseguiriam. Você é um cara que estar por perto faz bem. Abração meu amigo.


  • ?
    >